FIREFLIGHT COMPLETA 14 ANOS.

Fireflight uma banda estadunidense de rock cristão formada em 1999 na cidade de Eustis, na Flórida completa 14 anos

CASTING CROWNS LANÇA NOVO CD EM 2014

O ano ainda nem acabou e os músicos do Casting Crowns já anunciam novidades para 2014...

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Google permite que usuários criem seu próprio Street View


O Google lançou nesta terça-feira, 10, uma nova maneira de compartilhar imagens e personalizar a experiência do Street View. Agora os usuários do Android poderão fazer imagens em 360 graus com o Photo Sphere, como o carro do Google, e compartilhá-lo exatamente como o recurso de vista da rua.

Com o recurso, é possível associar uma Photo Sphere, que também pode ser feita com uma câmera DSLR, a um ponto no mapa. Até o momento, o Street View era limitado apenas ao Google, mas agora todos poderão utilizar o formato.

Em post no blog da empresa, o gerente de produto do Google Maps Evan Rapoport afirma que as imagens deverão ser enviadas para o serviço Google Views. Você pode enviar qualquer foto esférica associada ao seu perfil do Google+. Os mapas criados poderão ser incorporados em sites por meio da API do Google Maps.



segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Blasfêmia: jovem usa a Bíblia para justificar leilão da virgindade

Catarina Migliorini, 21 anos, que ficou famosa após colocar a venda sua primeira experiência sexual em um leilão voltou a ganhar repercussão ao usar a Bíblia para justificar a decisão de colocar novamente a venda sua virgindade.

Após receber oferta de 1,5 milhão durante o documentário “Virgins Wanted”. Catarina voltou a polemizar ao decidir fazer um novo leilão, pois o primeiro não deu certo. Devido às críticas que recebeu por criar um site e leiloar novamente sua virgindade a jovem citou a Bíblia para justificar a decisão.

Imagem: Divulgação“Há uma passagem na Bíblia que diz que a ‘virgindade vale mais do que o rubi’ e o que eu achei interessante é que ambos são vermelhos. Ou seja: a pedra por si só e o sangue que escorre de uma virgem. Bem, cada mulher sabe o valor do seu rubi, né?”, disse.

Apesar de crescer os movimentos que pregam sobre a importância da virgindade até o casamento, como o movimento “Eu Escolhi Esperar”, Catarina defende que sua primeira experiência sexual pode sim ser vendida.

Para o teólogo Michael Caceres o texto não se refere à virgindade, como tenta argumentar a jovem, mas as virtudes da mulher. “O texto em Provérbios 31.10 se refere às virtudes da mulher, não a sexualidade. Uma mulher não é virtuosa por colocar sua primeira experiência sexual a venda”, disse Michael.

Caceres lembra que um texto bíblico não pode ser tirado fora do contexto para justificar uma ação. Ele também explica que o uso de citações bíblicas em casos como este só servem para tentar moralizar uma atitude sem valor moral.

“Existe uma moda no Brasil de tentar justificar atitudes erradas com argumentos religiosos. A Bíblia é muito clara. Não existe moral em vender sua primeira experiência sexual. Em Provérbios o autor está falando de virtudes morais, de comportamento, não de sexualidade”, explica.

O teólogo defende que a mulher, como também o homem, devem se guardar para ter sua primeira relação sexual após o casamento, pois, segundo explica, o ato sexual sela um vínculo entre homem e mulher.

Guerra na Síria pode acabar com o aramaico, língua falada por Jesus

A vila síria de Maaloula é um dos únicos lugares do mundo que mantém vivo o aramaico, a língua falada por Jesus Cristo. Mas diante da guerra civil e do caos instalado no país, os cristãos que vivem na aldeia se mudaram para Damasco colocando em risco não só a língua, mas toda uma cultura.
A Unesco está preocupada com o fim do idioma e já havia criado um programa para preservá-lo como explica a síria Najwa Safar Seif, que mora no Brasil.
“A língua é falada em Maaloula. Não é escrita. O governo havia criado um programa em parceria com a Unesco para preservar o idioma por meio de aulas e estudos. Agora não sei o que vai acontecer”, disse ela.
Os cristãos estão fugindo dos extremistas islâmicos que lutam contra o regime de Bashar al-Assad. A guerra já entra em seu terceiro ano e não há sinais de trégua. “Os cristãos não temem cidadãos muçulmanos, mas extremistas de vários países que se uniram aos rebeldes na luta contra o governo”, explica o jornalista libanês que está refugiado em Damasco.
Ele diz que há muitos muçulmanos nas aldeias vizinhas que estão acolhendo os cristãos que estão fugindo de Maaloula.
Mas esse cenário de solidariedade contrasta com a morte de cristãos, considerados apoiadores de al-Assad, recentemente três jovens cristãos foram assassinatos e na segunda-feira (2) 12 freiras que lideravam um orfanato em Maaloula e as crianças foram sequestradas.
O grupo Frente al-Nursa – ligado à rede terrorista al-Qaeda – está por trás dos assassinatos e do sequestro. “A cidade é cercada por rochas e possui apenas duas entradas. Uma delas estava bloqueada pelo Exército sírio. Um insurgente explodiu a barreira com um carro-bomba, e dezenas de militantes entraram na vila, atacando, saqueando e incendiando casas e igrejas”, contou Najwa ao jornal O Globo.